{Real Wedding} Um casamento 99,9% DIY, apontamentos celtas e um véu rosa

Tânia & Pedro

A Tânia é uma das colaboradoras deste blog: a Merida! Vamos saber tudo e mais um pouco sobre o seu casamento!

 

Como foi o vosso casamento?

O nosso casamento foi uma cerimónia civil, ao ar livre. Foi o dia que sempre idealizámos, com muito trabalho, dedicação e expectativa, com alguns contratempos no início mas depois tudo fluiu com naturalidade. Tive a sorte de ter um noivo não muito exigente e que me deixou ser a “wedding planner” do nosso casamento, concordou com tudo o que eu queria! (risos)

050_TaniaM_noivos_Wallpaper-01

 

Qual era o tema, as cores e as teus métodos de inspiração?

Não tivemos propriamente um tema, queria um casamento entre o rústico e o vintage e bem shabby chic. O tema das mesas foi “Histórias de Amor”, as cores predominantes foram o rosa, o bege, o pêssego, sempre em tons pastel. Os métodos de inspiração foram “o todo-poderoso” Pinterest (risos) e a comunidade do site casamentos.pt.

13592365_1218506558201966_7377584315643285642_n

O casamento foi quase 100% “DIY”, desde os convites, os plano das mesas, os menus, as lembranças, os cabides dos noivos, o porta-alianças, a decoração, os centros de mesa, os cones de arroz, a mensagens aos noivos, o memorial… Ufaaaaaaa!

 

Quais foram as particularidades do teu casamento?

Entre as coisinhas feitas por mim, tivemos um memorial aos que já partiram, todos gostaram muito e ficaram sensibilizados. Levei um véu rosa quando não era suposto levar véu algum (risos). Tivemos um grupo de música celta, um dos meus sonhos era ter harpa celta no casamento, o qual conseguimos concretizar, e fizemos também a cerimónia do “Handfasting”.

 

Sou uma apaixonada pela cultura celta e como tal tinha de ter algumas referências (como a música). Contratámos 3 meninas talentosas que são as Espiral Trio: a Sara na voz e na harpa, a Lara na flauta transversal e a Emiliana no violino. Foram umas queridas porque além do repertório delas tocaram também algumas músicas que pedimos e proporcionaram-nos um momento maravilhoso que tornou a cerimónia muito mais intimista e mágica!

Pedimos também a uma amiga que dissesse algumas palavras e nos unisse as mãos simbolizando a antiga cerimónia celta do “Handfasting”, uma tradição irlandesa, em que os noivos unem as mãos e é amarrada uma fita ou cordão nas mãos unidas formando o símbolo do infinito, enquanto os noivos declamam os seus votos.

pt-462

Qual foi o teu momento preferido?

O meu momento preferido foi quando cheguei ao pé do Pedro, toquei-lhe no ombro pois ele estava de costas, ele virou-se para mim e olhámo-nos como dois miúdos enamorados.

PT 399

Mudavas alguma coisa?

Se tivesse que mudar algo, tinha relaxado mais, estava muito nervosa, fui uma noiva muito perfeccionista, queria que tudo corresse no ponto, podia ter aproveitado mais.

 

Como foi a aventura dos vossos looks?

Quanto ao look dele foi relativamente fácil: queríamos um fato que ele pudesse usar posteriormente e queríamos fugir do tradicional preto ou azul. Pensei em castanho pois acho que combinava com o estilo rústico/vintage. Ele inicialmente não ficou entusiasmado com a minha sugestão de cor mas depois de experimentar na loja adorou!

Em relação a mim, sou sincera, no início a minha ideia era algo simples, rústico/vintage/boho, sem grande volume, nada de vestidos de  princesa e véu estava fora de questão. Foi num fim-de-semana que a minha mãe veio passar comigo e aproveitámos para ir dar uma volta pelas lojas de noiva. Não tinha feito nenhuma marcação, a ideia era mesmo só ver vestidos. A primeira loja que pensámos visitar estava fechada. Passámos depois à segunda loja, estava aberta e acabámos por entrar. A senhora foi muito simpática e atendeu-nos mesmo sem marcação. Eu disse o meu orçamento e começámos a ver catálogos. Depois de perceber o que eu gostava, a senhora foi seleccionar vestidos e lá fui eu para a empreitada de vestir e despir (risos). Vesti uns mais em conta mas nenhum “tchanan”, mesmo compondo aqui e ali com acessórios. As senhoras tiveram uma paciência de santas, acho que estive lá quase duas horas em cima do estrado! Depois o último que vesti (esse já saía fora do orçamento), a minha mãe só dizia: estás linda, linda! E ficou esse, é mesmo lindoooooooooooo.

Na 1ª prova a estilista, a Susana, introduziu umas alterações nas costas e… uau, adorei! Depois falou-me que na próxima prova iria trazer um véu para eu experimentar, eu torci o nariz e a rir-me disse-lhe que não me iria convencer… Bem, depois fui “seduzida” por um véu rosa clarinho mesmo da cor dos sapatos, levei uma grinalda de flores daquelas que se vendem nas feiras medievais para ver o efeito já que ía levar flores naturais e fiquei maravilhada, depois de dizer sim ao vestido, disse sim ao véu! (risos)

 

O que gostarias de acrescentar?

Olhando para trás… devia ter começado os preparativos mais cedo! (risos) Ficaram por fazer algumas coisas (DIY claro!) que tinha idealizado.

Desde pequena que tenho apetência para os trabalhos manuais mas nunca tinha pensado fazer disso um hobbie ou mesmo carreira. Comecei há uns tempos atrás com umas coisinhas de scrapbooking, cardmaking, uns workshops aqui e ali, fazer umas coisinhas por encomenda para os amigos e colegas. Com o meu casamento descobri que era algo que gostaria de fazer a tempo inteiro e quem sabe dedicar-me à área dos eventos, é preciso não desistir dos sonhos!

 

Fornecedores
Fotografia: Orlando Ruivo fotografia | Design do save the date: Power*Babes Collection | Espaço: Herdade do Regato | Música da cerimónia: Espiral Trio – Música Celta | Convites e decoração: Mint & Rose – Crafts and Events | Aluguer de artigos decorativos: Chic & Sweet Eventos | Lembranças: A Fada dos Sabores e Mint & Rose – Crafts and Events| Vestido de Noiva: Susana Agostinho para Zelu Noivas | Fato do Noivo: Suits Inc | Animação: Gigadeejay | Bouquet e coroa de flores: Bichinho de Conta | Sapatos da noiva: Atelier Fátima Alves | Sapatos do Noivo: Calçado Guimarães | Cabelo e maquilhagem: Essência Feminina |
Podem espreitar o trabalho da Tânia em: Mint & Rose – Crafts and Events

 

Gostou deste casamento? Temos mais aqui

Veja temas e estilos e ideias!

 


 facebook |  instagram  | pinterest

horizontal_preto.png


 

One thought on “{Real Wedding} Um casamento 99,9% DIY, apontamentos celtas e um véu rosa

Leave a Reply