Os vestidos de casamento reais britânicos mais icónicos de sempre

Hoje é o casamento do Príncipe Harry e Meghan Markle, em Londres. Em antecipação, vamos relembrar alguns dos vestidos mais icónicos da realeza Britânica.

 Lady Elizabeth Bowes-Lyon (futura rainha-mãe) & Príncipe Albert (futuro Rei George VI)

A rainha-mãe e o Príncipe Albert casaram-se em Abril de 1923, ainda antes do seu reinado como rei George VI, iniciado 13 anos depois.

O vestido era muito trendy para a época, confeccionado pela Madame Handley Seymor, costureira da Rainha Mary. Seguia as tendências da época, com cinturas descaídas, linhas direitas e bordados em pérolas e fio de prata. O vestido não tinha cauda e tinha manga curta. Por isso, e para se proteger to tempo frio de Abril em Inglaterra, a futura rainha escolheu uma capa em pelo. Na cabeça levava um véu longo, emprestado pela Rainha Mary, que decorou com uma coroa de mirtilos e uma rosa branca em cada lado. Com uma coroa de flores, pode dizer-se que a Rainha-mãe encaixaria na perfeição na moda de acessórios de noiva dos últimos anos!

 Wallis Simpson & Príncipe Edward

Em Junho de 1973, a americana Wallis Simpson casou-se com o Príncipe Edward, que abdicou do trono para se casar com Wallis, divorciada, numa cerimónia emChâteau de Candé, em França. Apesar do escândalo da altura, o vestido de Wallis tornou-se icónico e um dos vestidos mais reproduzidos de sempre. Criado por Mainbocher, um costureiro Americano, o vestido foi tingido num tom azul claro, denominado pelo autor de “azul Wallis”, por ter sido criado para combinar com os olhos azuis de Wallis. Na cabeça levou um chapéu azul de palha, com tule, criado por  Caroline Reboux, uma designer parisiense de renome.

 Rainha Elizabeth II & Duque de Edimburgo

A então Princesa Elizabeth casou-se com Philip Mountbatten, na altura Príncipe da Grécia e Dinamarca e seu segundo primo. Também envolto em alguma controvérsia, e depois de Philip abdicar de todos os seus títulos anteriores, para se tornar Duque de Edimburgo, a futura rainha casou-se em Novembro de 1947, na abadia de Westminster. Dado o rescaldo da Segunda Guerra Mundial, o casamento real foi também um pouco político, e a cauda do vestido desenhado por Norman Hartnell, com 4 metros de comprimento, simbolizou renascimento e crescimento após a guerra. No entanto, nem a futura rainha escapou aos efeitos da guerra e teve de pagar o vestido com cupões de racionamento.

 

 Princesa Margaret & Antony Armstrong-Jones

A irmã da Rainha Elizabeth II casou-se em Maio de 1960, também na abadia de Westminster, com o fotógrafo Galês Antony Armstrong-Jones, depois de estar envolvida em escândalos e relações polémicas. O casamento foi um dos mais glamourosos da realeza britânica, e o primeiro a ser transmitido ao vivo na televisão. O vestido, com um corte inspirado no vestido de Grace Kelly, que casou uns anos antes, é um dos mais bonitos desta lista. Desenhado também por Norman Hartnell, o costureiro real, o vestido em organza de seda necessitou de mais de 30 metros de tecido para a saia. A Princesa usou também uma tiara que, apesar da extensa colecção real de coroas e tiaras, foi comprada especialmente para a ocasião.

 Princesa Anne & Capitão Mark Philips

A Princesa Anne, filha de Elizabeth II e do Duque de Edimburgo, casou na abadia de Westminster em Novembro de 1973, com o capitão Mark Philips. Tal como o vestido da avó, a Rainha-mãe, o vestido de noiva da princesa seguiu as tendências de moda da altura. O vestido foi desenhado por Maureen Baker, designer chefe de uma marca de pronto a vestir de Susan Small. Pensa-se que a princesa desenhou ela própria vários detalhes do vestido.

 Princesa Diana & Príncipe Charles

Claro que não poderíamos deixar de falar no icónico casamento da Princesa Diana com Príncipe Carlos, em Julho de 1981, na Catedral de S. Paulo, em Londres. Como a moda dos anos 80, o vestido de Diana era enormecom mais de 250 metros de tafetá de seda, bordado a pérolas, tule e renda. Diana escolheu Elizabeth e David Emanuel como costureiros do seu vestido, depoois de ter usado uma blusa rosa, criada por Elizabeth, para uma sessão da Vogue. Elizabeth e David, casados, tinham acabado de se formar em moda e tinham o seu próprio atelier há apenas um ano.

 Sarah Ferguson & Duque de York

Uns anos depois, em 1986, outro casamento real que marcou a década de 80 foi o casamento de Sarah Ferguson com o Príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II. Também um vestido típico dos anos 80, com mangas volumosas e bordados, o vestido de Sarah Ferguson era bem mais discreto que o de Diana. O vestido em cetim dutchesse, desenhado pela estilista Lindka Cierach, tinha vários motivos bordados, incluindo motivos do brasão da família Ferguson, corações, âncoras e ondas, a relembrar a paixão do príncipe pelas artes marítimas. A cauda de 5 metros tinha também as iniciais de ambos bordadas em missangas prateadas.

 Sophie Rhys-Jones & Príncipe Edward

O filho mais novo da rainha Elizabeth II casou em 1999, na capela de St. George, em Windsor, com Sophie Rhys-Jones. Os noivos pediram que o seu casamento não se tornasse num evento de Estado, pelo que não houve escolta militar ou presença de figuras políticas, como o primeiro-ministro da altura, Tony Blair. Foi, por isso, uma cerimónia relativamente familiar, e os noivos pediram que os convidados usassem vestidos de noite, ao invés de vestidos mais formais, usados em casamentos reais protocolares, e pediram aos convidados para não usarem chapéus. A única convidada a não obedecer ao pedido dos noivos foi a rainha, que raramente é vista em público sem um chapéu. O vestido de Sophie foi desenhado por Samantha Shaw e consistiu num casaco cintado com manga comprida sobre uma cauda em marfim. O véu era feito em organza de seda e crepe de seda, ambos tingidos à mão, com linhas de pérolas e cristais.

 Camilla Parker Bowles & Príncipe Charles

Depois de décadas de casamentos reais, eis senão quando temos bis do Príncipe Charles, desta feita com Camilla Parker Bowles. Depois de um divórcio atribulado e vários escândalos, Charles e Camilla casaram em Windsor, em Abril de 2005. Mas Camilla não podia ficar atrás e usou não um, mas dois vestidos. Para a cerimónia, Camilla usou um vestido branco em chiffon de seda, com discos aplicados na bainha (feitos na Suíça), e um casaco branco. Em vez de uma tiara, optou por usar um chapéu com penas e sapatos bege. Para a benção, mais tarde, Camilla usou um bonito e elegante vestido comprido, em chiffon azul claro, com um casaco em azul claro com motivos dourados. Ambos os vestidos foram realizados por Antonia Robinson e Anna Valentine, duas estilistas Londrinas, sob o nome de Anna Valentine.

 Kate Middleton & Prince William

Por fim chegámos ao casamento de Kate e William e a um dos nossos vestidos reais favoritos. A cerimónia do casal real foi realizada na abadia de Westminster e teve uma enorme audiência televisiva, em Julho de 2011. O vestido é da autoria de Sarah Burton, directora criativa para a casa Alexander McQueen. O vestido e estilista foram mantidos totalmente em segredo até ao dia do casamento. O vestido foi feito em renda, cetim duchesse, com mangas compridas. As costas do vestido têm 58 botões e a saia e cauda têm 2.5 m. Em entrevista, Sarah confirmou que teve a ideia de criar um vestido com importância histórica, remetendo ao passado, mas ao mesmo tempo moderno e com uma visão para o futuro. De facto, as semelhanças com o vestido de Grace Kelly e da Princesa Maragaret são óbvias. No entanto, é um dos vestidos de noiva mais copiados de sempre. Kate mudou, depois da cerimónia, para um vestido mais simples, em cetim, com um cardigan, para se sentir mais confrotável, como muitas de nós fazemos!

Preparadas para o casamento real de hoje?

Jasmine

Querem um vestido de sonho? Vejam aqui


É fornecedor? Identifica-se com o nosso estilo?

Casou? Teve um casamento diferente? Gostava de partilhá-lo connosco?

contacte-nos


facebook |  instagram  | pinterest

horizontal_preto.png

 

Leave a Reply